Review | MLB The Show 24 continua traçando o sucesso do beisebol nos videogames

Sempre muito por dentro das grandes ligas americanas esportivas como NBA e NFL, decidi me aventurar na MLB, principal liga americana de beisebol. Infelizmente, mais um esporte não tão popular no Brasil, mas que, para os fãs que aqui se encontram, é mais uma das ligas tão competitivas. 

Diferente das terras brasileiras, extremamente popular nos EUA, mais uma vez a PlayStation Studios se responsabiliza por trazer MLB The Show 24, principal, senão único título na atualidade oficial da liga. Porém a pergunta que não quer calar, vale o investimento no jogo para se divertir? Nessa análise eu vou te explicar tudo detalhado. 

Antes de mais nada, quando pensamos na PlayStation logo lembramos de grandiosos jogos com uma belíssima narrativa, que vão desde The Last of Us a God of War. Entretanto, quando olhamos para MLB The Show 24, logo talvez pensamos se é possível ver toda a qualidade de outros dos seus jogos aqui. E respondo com tranquilidade que sim, desde o primeiro momento é nítido o trabalho aqui entregue. 

Desempenho, gráficos e trilha sonora 

Começando pelos gráficos, MLB The Show 24 entrega gráficos muito bonitos, com uma ótima paleta de cores que deixa tudo muito natural e realista. Além disso, o jogo conta com um ótimo trabalho de expressões faciais dos jogadores, bem como a riqueza no detalhe de cada um, sendo muito surpreendente positivamente. 

Jogando no Xbox Series X, não tenho nada a reclamar quanto ao desempenho, uma vez que não tive problemas quanto a FPS, bugs ou coisas do tipo. Claro que se comparando o escopo do jogo, não podemos desmerecer o trabalho em entregar um título extremamente liso e otimizado, e isso a San Diego Studios junto a PlayStation mostram com maestria, por mais um ano. 

Outro ponto surpreendentemente positivo é a variedade e riqueza da trilha sonora aqui investida. Você pode esperar desde Stevie Wonder, Black Pumas, James Brown a 2 Chainz. Uma ótima mescla que vai desde músicas mais clássicas com uma mistura de pop a hip-hop. E pessoalmente falando, uma das melhores trilhas sonoras de jogos esportivos que já ouvi nos últimos anos. 

Modos de jogo

Seguindo o “padrão” de jogos no mesmo estilo, MLB The Show 24 traz variados modos de jogo, visando diferentes preferências entre os jogadores. Como de costume, temos a presença do famoso modo Exibição, onde se divide em partidas offline e online contra amigos seja local ou coop; o daily lineups, um único jogo de exibição com os melhores jogadores da temporada; partidas online ranqueadas e o modo retrô, com controles mais simplificados, remetendo a jogos mais clássicos da franquia de beisebol. 

Partindo para outros modos, temos a presença do já padrão da atualidade, online, onde os jogadores podem jogar ligas e campeonatos customizados, algo bem próximo do que vemos no FC Sports (antigo FIFA), por exemplo. É possível ainda acessar o modo treino para praticar suas habilidades, além de jogar com jogadores lendários para reviver momentos históricos de suas carreiras. 

Quando partimos para os principais modos, cinco deles, que estão destacados no menu principal, temos: Road to the Show, Diamond Disnasty, March to October, Franchise e Storylines. 

  • Road to the Show pode ser definido como o clássico Modo Carreira como Jogador. É possível criar e personalizar seu jogador, definindo posição, habilidades mais dominantes, estilo de jogo e muito mais. Uma das novidades agora é a presença das mulheres no jogo, então agora pode optar entre jogar na liga feminina ou masculina. 
  • Diamond Disnasty criamos um time inteiramente do zero, definindo cores, escudo e tudo relacionado a administrar um time criado. Aqui os jogadores são no estilo cartas, assim como funciona o Ultimate Team dos jogos da EA. 
  • March to October assumimos diferentes times em diferentes situações, como em meio a partida ou em um inning específico. Variando de objetivo para objetivo, de acordo com os disponíveis no momento. 
  • Franchise pode se dizer que é a clássica Master Liga, onde assumimos uma franquia já existente, escolhendo 3 níveis de responsabilidade das atividades, jogando ou não todos os 162 jogos da temporada regular, além de contratações, administração de patrocínios e muito mais. 
  • Storylines separa um momento para nos levar um tour na história do beisebol, jogando com lendários jogadores dos quais estão entre os melhores de todos os tempos da liga. Aqui se divide em dois capítulos, um deles denominado “The Negro Leagues”, focando cerca de 9 episódios em cinco jogadores negro que entraram para a história do esporte, incluindo uma mulher negra. Já o outro, focado em Derek Jeter, considerado por muitos um dos jogadores mais icônicos da MLB. 

Jogabilidade e acessibilidade

Partindo para a jogabilidade, MLB The Show 24 traz diversas possibilidades de configuração na dificuldade e outras opções quanto aos botões para ações, seja correr para as bases, pegar a bola rebatida, facilitando muito para jogadores mais inexperientes quanto a jogos anteriores. Uma das minhas opções favoritas foi a dificuldade Dinâmica, no qual se ajusta conforme seu desempenho, podendo aumentar a dificuldade ou diminuir. 

Já para jogadores que não conhecem beisebol no geral, o jogo dispõe de imensos tutoriais, instruções e introduções ao enorme espetáculo que é a MLB. Porém, infelizmente o jogo não possui nem mesmo legendas em português, o que pode dificultar muito o caminho para aqueles jogadores com menos conhecimento ao inglês, podendo perder até mesmo informações interessantes durante a narração dos jogos, que por sinal é muito boa, trazendo de volta Jon Sciambi e Chris Singleton. 

Durante as partidas, no início pode parecer bastante complexo, mas aos poucos tudo vai se tornando mais natural à medida que jogamos. Porém, confesso que diversas vezes em muitas horas jogando, me atrapalhei nos controles, principalmente pela grande possibilidade de diferentes jogadas atribuídas a cada botão do controle. Então paciência com o jogo será muito importante para aprender os controles, caso não tenha experiência com algum dos jogos anteriores. 

MLB The Show 24 vale a pena? 

É inegável que a popularidade do beisebol no Brasil não é das melhores, refletido pela falta de suporte ao idioma nativo no principal jogo da liga, visto que a PlayStation sempre costuma dar um grande suporte a inúmeros idiomas em seus jogos. Entretanto, isso não anula o fato de MLB The Show 24 entregar um dos jogos mais completos para qualquer fã de beisebol, se tornando o principal título do esporte. 

Mesmo com a complexidade do esporte, regras de jogo e como funciona, o jogo oferece diversos tutoriais e informações, que vão facilitar e muito o entendimento, caso seja alguém inexperiente no assunto. Já para os jogadores que conhecem a franquia, é mais uma evolução que vale a pena e vai tranquilamente render boas horas independente do modo de jogo escolhido. 

Leia também:

Amante de Games desde criança e viciado em caçar platinas. Profissional de TI nas horas vagas. Você me encontra no X: @gdouglas97