Mês do Orgulho, filmes LGBTQIAP+

Comemorado em junho, o Mês do Orgulho marca a celebração do legado e dos direitos da comunidade LGBTQIAP+. Mesmo que, durante séculos, essas histórias tenham sido ocultados pela sociedade, a sétima arte foi responsável por ajudar a trazer representatividade e visibilidade para esta luta, criando assim obras e personagens fabulosos para as telonas.

Filmes para assistir neste mês de junho

O Conecta Geek preparou então uma seleção com 8 títulos perfeitos para serem assistidos durante o Mês do Orgulho, desde sucessos de Hollywood e do nosso cinema nacional a documentários essenciais para quem deseja aproveitar junho para se aprofundar no tema.

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Ano de lançamento: 2016
Onde assistir: Prime Video e Max

Moonlight” é menção obrigatória em qualquer lista como essa, algo mais do que merecido para o vencedor do Oscar de Melhor Filme em 2017. O aclamado drama retrata assim as diversas fases da vida de um homem negro, gay e de origem humilde, que enfrenta as dificuldades de viver em um bairro dominado pelo crime e pelo tráfico de drogas.

Sinopse: Black (Trevante Rhodes) embarca em uma jornada de autoconhecimento enquanto tenta escapar do caminho fácil da criminalidade e do mundo das drogas em Miami. Encontrando amor em lugares surpreendentes, ele sonha então com um futuro promissor.

Trailer de “Moonlight: Sob a Luz do Luar”

Uma Mulher Fantástica

Ano de lançamento: 2017
Onde assistir: Netflix

Obra chilena estrelada por Daniela Vega (“Era Uma Vez… Para Nunca Mais“), “Uma Mulher Fantástica” é então mais um filme que levou uma importante estatueta para casa, vencendo Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2018.

Sinopse: Uma garçonete transexual passa a maior parte de seus dias buscando seu sustento. Seu verdadeiro sonho é se tornar então uma cantora de sucesso, e para isso ela se apresenta à noite em vários clubes de sua cidade. No entanto, sua vida dá uma reviravolta completa após a inesperada morte de seu namorado, seu maior apoio e companheiro.

Carol

Ano de lançamento: 2015
Onde assistir: Looke e MUBI

Baseado em um livro publicado na década de 50, este cativante longa-metragem, dirigido por Todd Haynes (“O Preço da Verdade“), destaca-se ao trazer Cate Blanchett (“Oito Mulheres e Um Segredo“) no papel de uma das protagonistas de uma trama envolta em drama e romance.

Sinopse: Therese Belivet (Rooney Mara) trabalha em uma loja de departamentos, onde seu emprego é monótono e tedioso. Um dia, ela conhece Carol (Cate Blanchett), uma cliente elegante e misteriosa. Rapidamente, as duas mulheres desenvolvem assim um vínculo amoroso que terá consequências profundas.

Tangerine

Ano de lançamento: 2015
Onde assistir: Prime Video (assinatura de canal)

Este drama de Sean Baker (premiado no Festival de Cannes), tem como um de seus maiores diferenciais o fato de ter sido gravado com um iPhone 5s. O longa-metragem em parte ambientado na véspera de natal reforça assim a intenção do cineasta de mostrar outras realidades em Hollywood.

Sinopse: Depois de descobrir que foi traída por seu namorado e cafetão enquanto estava na prisão, uma prostituta e sua melhor amiga partem em busca do traidor e sua nova amante para se vingarem.

Trailer de “Tangerine”

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

Ano de lançamento: 2014
Onde assistir: Netflix e Globoplay

O representante do cinema nacional em nossa lista é o encantador “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho“. Repleto de representatividade, o longa-metragem apresenta um romance puro, ao mesmo tempo que aborda temas importantes como os impactos da superproteção dos pais e a descoberta da sexualidade durante a puberdade.

Trailer de “Hoje eu Quero Voltar Sozinho”

Priscilla, a Rainha do Deserto

Ano de lançamento: 1994
Onde assistir: Prime Video

Considerado um clássico da Sessão da Tarde, este longa-metragem australiano, dirigido por Stephan Elliott (“Bons Costumes“), trata-se de uma divertida comédia protagonizada por um trio composto por uma dupla de drag queens e uma mulher trans.

Sinopse: Anthony (Hugo Weaving) decide levar seu show para a estrada e convida as travestis Adam (Guy Pearce) e Bernadette (Terence Stamp) para acompanhá-lo. Em seu ônibus todo colorido, chamado Priscilla, os três viajam assim pelo deserto australiano, realizando apresentações para plateias entusiasmadas.

Paris is Burning

Ano de lançamento: 1990
Onde assistir: MUBI

Este icônico documentário sobre a cena ballroom de Nova York nos anos 1980 nos convida a mergulhar na rotina, nas referências artísticas e nos desafios enfrentados pelos personagens que a integram. Dirigido assim por Jennie Livingston (“Pose“), a obra destaca-se por seus belíssimos takes em meio ao cenário sensível da época.

Sinopse: Uma crônica da cena drag queen de Nova York nos anos 1980, focando nos bailes, na dança vogue, nas ambições e nos sonhos daqueles que trouxeram calor e vitalidade para essa era.

A Morte e a Vida de Marsha P. Johnson

Ano de lançamento: 2017
Onde assistir: Netflix

Este documentário lançado pela Netflix há sete anos é um tributo a Marsha P. Johnson, uma ativista dos direitos LGBTQIAP+ e uma das líderes na Revolta de Stonewall em 1969, que foi então encontrada morta em 1992. Embora a polícia tenha classificado sua morte como suicídio, o caso levantou muitas suspeitas, o que vem a ser tratado na obra documental.

Sinopse: Enquanto enfrenta uma onda de violência contra mulheres trans, a ativista Victoria Cruz investiga a morte de sua amiga Marsha P. Johnson, ocorrida em 1992.

Trailer de “A Morte e a Vida de Marsha P. Johnson”

Filmes para assistir no Mês dos Namorados

Junho também é conhecido por ser o mês do Dia dos Namorados. Se você está à procura de obras para assistir em companhia da pessoa amada, recomendamos nossa lista com 7 filmes de romance para assistir em casal na semana do Dia dos Namorados.

Se quiser ir além dos romances, recomendamos que dê uma olhada em todas novidades deste mês nos serviços de streamings e nas telonas, com nossos especiais sobre os lançamentos de junho de 2024 em NetflixMaxPrime Video e também nos cinemas.

Outras listas recentes:

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *