Calvin & Haroldo | Por que o criador encerrou as HQs tão cedo?

AutoraisEspeciaisHQ & Mangá

Calvin & Haroldo, veio ao mundo no dia18 de novembro de 1985. Por detrás deste sucesso mundial, está a mente brilhante do cientista político e chargista, Bill Watterson. E mesmo com o sucesso exponencial da charge, Calvin & Haroldo, após 10 anos de seu lançamento, em dezembro de 1995, teve seu último lançamento, quando Bill, declarou sua aposentadoria.

Sob esse ponto de vista, os fãs de Calvin & Haroldo nunca compreenderam a decisão de Watterson de encerrar a produção tão cedo e no auge de seu sucesso. Contudo, em uma rara entrevista realizada entre o “The Cleveland Plain Dealer” (Um jornal local de Cleveland, Ohio) e o chargista, este esclareceu o real motivo por trás de sua decisão.

Eles desejariam a minha morte por isso…

“Isso não é tão difícil de compreender quanto as pessoas tentam dificultar. Ao final de 10 anos, Eu já falei basicamente tudo que vim aqui falar.”

Esta foi uma das falas do chargista quando questionado sobre o término de sua criação. Além disso, ele fez questão de explicar o que o motivou a colocar o emblemático ponto final em Calvin & Haroldo.

“É sempre melhor sair mais cedo da festa. Se eu tivesse seguido com a popularidade da charge e me repetido por mais 5, 10 ou 20 anos, as pessoas que agora estão “de luto” por Calvin & Haroldo estariam desejando a minha morte e xingando os jornais por publicarem uma charge tediosa, antiga como a minha ao invés de buscarem algo fresco, um talento mais vivo. E eu estaria de acordo com eles.”

Em suma, Bill Watterson não queria que com o tempo, sua obra prima perdesse a sua essência. Dessa maneira, com Calvin & Haroldo em seu ápice, o autor acreditava que não havia muito mais para extrair de sua criação, sem que esta fosse “prejudicada”.

Bill Watterson e a fama

Acima, mencionei que as falas de Bill citadas são de uma rara entrevista feita com ele. Isso, porque o criador de Calvin & Haroldo, em especial após o início de sua aposentadoria, é uma pessoa extremamente protetora de sua obra e reservada. Ao mesmo passo que Bill não quis passar do ponto com a extensão de sua obra, este se mantém firme em relação a massificação desta.

Algo que Bill Watterson realmente não deseja é a banalização de sua criação. Por este motivo, o chargista já recusou diversas propostas de adaptação de Calvin & Haroldo. Tais pedidos foram para animações, filmes e até mesmo bens materiais como camisetas estampadas e canecas. Além disso, existem boatos de que ele repudia ações de outros chargistas como Jim Davis, o criador de Garfield, por este ter licenciado a sua obra em tantos diferentes meios.

Inclusive, Garfield – Fora de Casa a última produção do gato preguiçoso amante de lasanha, ultrapassou Furiosa: Uma Saga Mad Max, em bilheteria. Ambos os filmes, lançados em maio deste ano, ainda estão disponíveis nas telonas.

Sob esse ponto de vista, Watterson, ao descobrir que seus raros autógrafos estavam sendo comercializados por valores altíssimos pelos fãs, tomou mais uma decisão marcante. O pai de Calvin & Haroldo optou por não garantir mais a sua assinatura à quem a desejasse. Assim, ele poderia controlar melhor como sua imagem e suas obras estavam sendo utilizadas pelo público.

A aposentadoria de Bill Watterson

Por fim, em meio a sua aposentadoria, Watterson, atualmente preenche o seu tempo ao lado de seu pai, produzindo desenhos e pinturas. Em 2005 ele e sua esposa, Melissa, mudaram-se de Chagrin Falls para Cleveland, Ohio. E foi apenas em 2011 que Watterson pintou um quadro, de um personagem para a tirinha Cul de Sac. Esta é uma instituição de caridade co-fundada pelo, também, cartunista Richard Thompson (“O Pobre Almanaque de Ricardo’) e coordenada pela fundação do ator Michael J. Fox (“De Volta para o Futuro”). Nesse sentido, este foi feito para uma campanha de combate ao Mal de Parkinson no mesmo ano.

Já em 2014, Watterson publicou seu primeiro cartoon desde que havia encerrado Calvin & Haroldo. Este foi um cartaz para o documentário “Stripped”. Tal projeto foi idealizado pelo cineasta Fred Schroeder (“Estático“) e pelo quadrinista Dave Kellett (“Sheldon”).

Neste documentário, seus autores apresentam suas desventurar e tudo o que enfrentaram em suas carreiras. E além destes relatos de seus problemas enfrentados, os autores ainda tentam definir qual será o futuro das tirinhas em meio ao avanço da tecnologia e risco de extinção dos jornais impressos em papel.

Enfim, Bill Watterson, apesar de ser um homem bem recatado, ele garante suas raras e breves aparições ao público. Contudo, não estão previstas futuras publicações ou novidades em suas criações, se mantendo fiel a sua decisão de finalizar Calvin & Haroldo e continuar em sua aposentadoria.

Veja também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *