No dia 17 de abril, a Netflix divulgou em seus canais oficiais o teaser de uma de suas mais novas produções. Cem Anos de Solidão, é uma adaptação da obra, de mesmo título, escrita por Gabriel García Márquez. Durante seus 1 minuto e 31 segundos, as imagens da série já emocionam e prometem muito.

Aqui está disponível o teaser publicado pela Netflix:

Teaser de Cem Anos de Solidão, série produzida pela Netflix, baseada na obra de Gabriel García Márquez.

Sobre a obra

Publicada em 1967, em Bueno Aires, na Argentina, a obra do escritor Colombiano Gabriel García Márquez é, considerada uma das principais obras da literatura latino-americana, e um dos livros mais lidos e traduzidos ao redor do mundo. Em 2007, no 4º Congresso Internacional da Língua Espanhola, sediado em Cartagena, na Colômbia, a obra de Márquez foi apresentada como a segunda maior e mais importante da literatura hispânica, tendo sido desbancada apenas pelo clássico Dom Quixote de la Mancha.

Além disso, Cem Anos de Solidão, é categorizada como um livro de estilo realismo mágico e romance histórico. Com certeza, esta é a maior obra feita por Gabriel García Márquez. Distribuída pela editora Editorial Sudamericana, atualmente, 50 milhões de exemplares foram vendidos, com tradução para 46 idiomas diferentes.

Capas de diferentes edições de “Cem Anos de Solidão”.

A obra que segue vários caminhos e conta a história da família Buendía-Iguarán, que fundou e reside no vilarejo fictício de Macondo, em uma área remota da América Latina. Formada por José Arcadio Buendía e Úrsula Iguáran a primeira geração desta família foi composta por três filhos: José Arcadio, o trabalhador, Aurelino, o filosofo introvertido e Amaranta, a dona de casa. Mais tarde, Rebeca, que era uma órfã da antiga vila do patriarca e da matriarca da família foi enviada até eles, que a acolheram.

A trama se desenvolve e segue as histórias das futuras gerações da família, acompanhando a sua árvore genealógica, até chegar em seus trinetos (4ª geração da família). Estes sempre tiveram a companhia de Úrsula, que viveu entre 115-122 anos, não é claro). Com isso, a trisavó da família se da conta de alguns padrões que, de geração em geração, foram carregados por seus descendentes. Tais padrões se associam aos nomes dos primeiros irmãos: José Arcadio tendem a ser extrovertidos, impulsivos e mais trabalhadores; Já os Aurelianos são mais tranquilos, estudiosos e introvertidos.

Ao longo da história, os Aurelianos recebem a missão de decifrar os misteriosos pergaminhos do cigano Melquíades. Este foi um amigo de José Arcadio Buendía. Nestes pergaminhos está contida a história da família. Tais histórias, rodeadas de drama, só serão decifradas quando o último da linhagem da família, estiver à beira da morte.

Quem foi Gabriel García Márquez

Gabriel José García Márquez, ou simplesmente Gabo, é um colombiano nascido em 1927, em Aracataca. Sua carreira foi contruída com passagens pelo jornalismo, edição, ativismo e pelas políticas colombianas, além é claro, da escrita. Gabo, é consagrado como um dos mais importantes autores do século XX. Em 1982, pelo conjunto de sua obra foi condecorado com o Prêmio Nobel de Literatura. Seguindo a linha das premiações, alguns anos antes de seu Nobel, em 1972, Gabriel foi laureado com o Prêmio Internacional Neusradt de Literatura (premiação norte americana de literatura). Ele também marcou o chamado “realismo mágico” na literatura latino-americana.

Após uma vida de conquistas, foi apenas em 2014, na Cidade do México, onde estava morando, que ele faleceu, após ter viajado toda a Europa e ter construído um legado pra lá de marcante na América Latina e no mundo. Gabriel José García Márquez, deixou seu filho, o cineasta Rodrigo García.

Gabriel García Márquez

Além de Cem Anos de Solidão, o autor também escreveu outros clássicos como:

  • La Hojarasca (A revoada ou O enterro do diabo, em algumas edições em português), seu primeiro romance, publicado em 1955;
  • Relato de um náufrago, que conta a história verídica do naufrágio de Luis Alejandro Velasco;
  • O outono do patriarca, de 1975;
  • Crônica de uma Morte Anunciada, publicado em 1981;
  • O amor nos tempos do cólera, publicado em 1985, foi seu último grande sucesso;
  • Viver para Contar, autobiografia publicada em 2002.

A Netflix, além de ter produzido Cem Anos de Solidão, lançou em 2015, um documentário chamado Gabo: A Criação de Gabriel García Márquez. A produção de uma hora e meia conta quem foi o autor, do ponto de vista de amigos, colegas e admiradores.

Enfim, a série Cem Anos de Solidão ainda está sem data definida para o seu lançamento. Contudo, a Netflix garantiu que a produção, de 16 episódios, será lançada ainda em 2024.

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *