Review | Isonzo: “camperar” é sua melhor opção

GamesReviews

Ao longo dos anos, vimos jogos como Call of Duty, Battlefield, Medal of Honor e outros, dominarem o mercado dos FPS (First Person Shooter). Muitos deles, adaptando aos videogames, momentos relatados na história das grandes Guerras Mundiais. 

Por incrível que pareça, grande parte das obras sempre focaram na mais popular Guerra Mundial, a segunda. Com a primeira deixada um pouco de lado, os grandes estúdios se arriscaram bem pouco na proposta, sendo o último grande sucesso, Battlefield 1, em 2016. 

Porém, em setembro de 2022, a BlackMill Games, fez uma aposta diferente, seguindo uma linha mais voltada para o realismo e ambientado na Primeira Guerra Mundial. Se trata de Isonzo, recebendo agora em 2024 sua versão para PlayStation 5, do qual tive oportunidade de jogar. 

Essa análise foi realizada no PlayStation 5 com código cedido pela BlackMill Games

Não é para casuais! 

Seguindo uma proposta voltada ao realismo da coisa, Isonzo conta com uma jogabilidade bem diferente de Battlefield ou Call of Duty, jogos tão populares do gênero. No jogo, apenas um tiro com certeza vai ser fatal. Sobreviver a uma troca de tiro é uma missão quase impossível.

Infelizmente o jogo não conta com uma campanha offline, sendo seu foco totalmente em partidas online, com grupos de 24 VS 24. Cada time irá assumir um grande exército que batalhou durante a Primeira Guerra. 

Os mapas tem boas variações, em locais que vão desde os Alpes a locais históricos da Itália. Além da ótima ambientação, o título oferece um vasto arsenal de armas, que podem ser personalizadas, assim como os uniformes do seu soldado. 

Isonzo oferece um total de 6 classes, sendo: Oficial, Fuzileiro, Engenheiro, Assalto, Alpinista e Atirador. Cada uma delas, assim como em outros jogos como Call of Duty ou Battlefield, possuem armas específicas.

Temos basicamente dois modos de jogo, Ofensiva e Escalada. No modo Ofensiva funciona como o famoso capturar bandeira em jogos como Battlefield, Call of Duty e etc. Por outro lado o Escalada temos que ir atacando ou defendendo os territórios, até chegar ao topo da montanha, no caso da defesa impedindo os inimigos de chegar ao topo. 

Gráficos são bons, mas nada absurdo!

Graficamente Isonzo tem bons visuais, mas nada que seja de última geração. O que é uma pena, considerando que o realismo em sua jogabilidade, merecia gráficos mais realistas também. 

Quanto a qualidade de som é o que se sobressai com larga vantagem, já que o jogo conta com ótimos efeitos sonoros. Não somente isso, mas Isonzo ainda conta com uma ótima trilha sonora, com músicas instrumentais de grande qualidade, como visto em tantos bons filmes de guerra. 

Já quando partimos para o desempenho, o jogo não deixa a desejar, uma vez que roda muito bem no PlayStation 5. Durante várias horas, não tive problemas com bugs, quedas de FPS ou nada do tipo. 

Por outro lado, sofri bastante para encontrar partidas, apresentando muitos problemas de conexão. Durante diversas vezes, tive que reiniciar o jogo, para que tentasse conectar aos servidores, mas sem sucesso. O que foi bem frustrante, já que por ser apenas online, sem conexão se torna um “peso morto”. 

Isonzo vale a pena? 

Se você é um jogador, que tem mais apreço por jogos que, diferente dos clássicos Battlefield ou Call of Duty, buscam muito mais realismo em seus combates, Isonzo é com certeza uma ótima escolha. Principalmente se você gostou de jogos como Verdum, Tannenberg, Hell Let Loose e outros, que seguem essa mesma linha. Do contrário, melhor riscar da sua lista, pois será apenas estresse. 

Leia também:

Jogabilidade
7.8
Gráficos
7.2
Trilha Sonora
7.6
Diversão
6.5
7.3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *