Em 2004, tivemos o lançamento de um jogo focado em Puzzle de dois personagens mais famosos da Nintendo, Mario e Donkey Kong já travam uma batalha nos games desde dos anos 80, e com essa temática foi pensando em trazer para os portáteis esse estilo novamente. Agora em 2024, tivemos uma versão totalmente repaginada, com novos gráficos, acessibilidade e novas áreas para raciocinarmos. Sem mais delongas, vamos para a review.

Uma fórmula que surgiu nos anos 80

Mario vs Donkey Kong conta com uma história bem simples que serve como pano de fundo para o jogo acontecer. A cutscene inicial já explica totalmente a trama, que basicamente é o Donkey Kong que ficou encantado com os Mini-Mario que apareceram na TV, que são distribuídos gratuitamente no parque Mario Toy Company. Vendo isso, Donkey Kong ficou furioso por não receber e acabou sequestrando todos os Mini-Mario. Cabe ao nosso amigo bigodudo resgatar todos os brinquedos.

O jogo contém praticamente 8 mundos, sendo que em cada um deles jogamos 6 fases, 1 fase pré chefe e o chefão do mundo, que sempre será o Donkey Kong. Em cada uma das fases, temos três presentes para coletar, eles servem para que ao coletar todos no mundo, libere uma fase bônus onde podemos conseguir até 8 vidas.

Além dos presentes, podemos coletar também 3 letras nas fases com os Mini-Mario, que formam a palavra Toy. 

Os Mini-Mario são levados também para as lutas contra o Donkey Kong, e cada hit que tomamos, perdemos 1 boneco. Caso você queria conseguir as estrelas nas fases de chefe, precisa vencer o Donkey Kong sem tomar hit, algo que é bem possível de se realizar, pois um dos pontos que achei mais fraco foi a facilidade para vencer ele.

Um jogo perfeito para o modo portátil

Em relação a dificuldade, passei pelo menos todas as fases até o mundo 6 sem problema nenhum, estava achando o jogo muito fácil, da metade deste mundo, até o final do jogo, começou a dificultar bastante a minha jornada. Cheguei a ficar com 30 vidas adicionais, acabei zerando elas e recebendo pelo menos umas 4 telas de Game Over.

Visualmente falando, o jogo está muito bem feito, não há nenhum problema relacionado ao desempenho, tudo flui naturalmente e sem preocupações nenhuma. O jogo traz muitas lembranças positivas para quem jogou lá no Game Boy Advance, pois o jogo continua com a mesma fórmula, só que com mais conteúdo.

Testei o jogo em ambos os modos, joguei um pouco na TV e fora do dock, digo com tranquilidade que a melhor experiência que você vai ter com o jogo é no modo portátil, inclusive parece até que o jogo foi feito pensando muito mais nele do que no modo dock.

Em relação a conteúdo adicional, comparado ao primeiro jogo, foram adicionados 2 novos mundos, os mundos que podemos jogar neste remake são:

  • Mario Toy Company
  • Donkey Kong Jungle
  • Fire Mountain
  • Merry Mini-Land
  • Spooky House
  • Slippery Summit
  • Mystic Forest
  • Twilight City

Finalizei o conteúdo principal em 6 horas, um tempo até que aceitável para um jogo focado em puzzles. 

Ao finalizarmos o jogo, abrimos novos conteúdos para aproveitarmos, que seria o modo expert, onde dificulta um pouco mais todas as fases anteriores que jogamos. Desbloqueamos também o Time Trial para nos desafiarmos a bater os tempos que são propostos durante o jogo.

Mario vs Donkey Kong pode ser jogado em coop com mais 1 pessoa, o segundo jogador controla um Toad, e fica um pouco mais difícil, pois no modo single player basta 1 chave para abrir e ir para a próxima fase, já no modo multiplayer, precisa de 2 chaves, aumentando assim o desafio.

O jogo por mais simples que seja, infelizmente não conta com legendas em português, uma pena pois seria interessante para fácil navegação no menu, porém como o jogo é simples e fácil de pegar as manhas, acaba sendo bem tranquilo.

Conclusão

Este remake cumpre perfeitamente o papel que ele é proposto, pegando conteúdo já existente, adicionando novas coisas e principalmente modernizando para a atual geração. O jogo deixa um gosto de quero mais e que possamos esperar novos jogos da franquia com tudo feito do zero e com muito mais desafio.

Confira também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *