Sonic é uma franquia extremamente importante para minha vida como jogador, as minhas primeiras lembranças com um controle na mão sempre me leva ao Mega Drive, jogando é claro, Sonic the Hedgehog. Depois de um tempo em sua fase 3D, a Sega resolveu apostar no seu formato clássico, só que bem modernizado. O resultado de tudo isso, é um jogo que acertou em seu formato, mas parece que faltam muitos ajustes para ser um retorno digno do ouriço azul aos seus tempos de glória.

Análise foi feita inteiramente baseada na versão de PlayStation 5.

Gotta Go Fast!

Sonic Superstars é um jogo de plataforma em 2D focado no formato clássico da franquia, tendo como diferenças a possibilidade de controlar mais personagens como Tails, Knucles e Amy. Cada um tendo uma habilidade diferente, como o Tails pode voar por um período curto, Knuckles com sua escalada pelos objetos e planagem temporária, e a Amy utilizando sua marreta para atacar os inimigos.

O jogo contém 11 fases, com algumas contendo de 1 a 3 atos, fora fases especiais. As fases que temos são:

  • Bridge Island
  • Speed Jungle
  • Sky Temple
  • Pinball Carnival
  • Lagoon City
  • Sand Sanctuary
  • Press Factory
  • Golden Capital
  • Cyber Station
  • Frozen Base
  • Egg Fortress 

Cada uma delas contém um design bem elaborado, inspirados em seus jogos anteriores e também com ideias novas que gostei bastante de ver na prática.

Durante as fases podemos coletar os anéis, assim como nos jogos anteriores, a diferença que temos aqui é quando coletamos 100 deles, ganhamos 1 medalha, que serve para comprar itens para o robô que utilizamos no modo batalha. Essas medalhas também estão espalhadas por casa fase, além de fases secretas podemos contar até com 5 delas.

Uma das coisas que mais me incomodou no jogo foi em relação ao posicionamento da câmera, ela parece muito próxima, fazendo com que dificulte a nossa visão para analisar o ambiente ao nosso redor. Já no modo coop e nas lutas contra os bosses, este problema não acontece e fica bem nivelada.

Uma das novidades que temos em Sonic Superstars é a possibilidade de jogar em coop em até 4 pessoas, um com cada personagem. O modo não funciona tão bem como o esperado, já que é bem fácil se perder no mapa, fazendo com que assim a gente tenha que votar para onde o restante estão. 

As esmeraldas do caos continuam presentes para coletarmos em fases bonus, onde encontramos os anéis gigantes que nos transporta para essas fases. Ao entramos, temos que nos balançar nos itens para chegar o mais rápido possível, caso o tempo termine, perdemos a oportunidade de pegar a esmeralda.

A diferença para os jogos anteriores é que cada esmeralda dá um poder diferente para usarmos durante a jornada. As sete esmeraldas são:

  • Esmeralda Azul (Avatar): cria vários clones e derrota os inimigos que estiverem ao redor
  • Esmeralda Vermelha (Bullet): explode o personagem em uma direção específica.
  • Esmeralda Ciano (Water): O personagem se transforma em água, permitindo com que se transporte por exemplo em cachoeiras.
  • Esmeralda Verde (Ivy): uma planta cresce bem no estilo João e o Pé de Feijão, fazendo com que você alcance áreas mais altas.
  • Esmeralda Roxa (Vision): em lugares marcados, ao ativar, anéis, plataformas irão aparecer por um tempo limite.
  • Esmeralda Amarela (Slow): o cenário fica em câmera lenta temporariamente.

Já a última esmeralda, a Esmeralda Branca (Extra), ela libera uma habilidade diferente para cada personagem, onde são:

  • Sonic: Homing Attack
  • Amy: Hammer Throw
  • Knuckles: Punch
  • Tails: Tornado Spin  

De todas as esmeraldas, faltou a Amarela e Branca para eu coletar, sendo que a Amarela é necessária para avançar no pós jogo.

Uma campanha bem curtinha

A campanha principal finalizei mais ou menos em 6 horas, dando para finalizar sendo direto ao ponto em pelo menos 4 horas.

Ao finalizar a campanha principal liberamos mais um personagem, chamada Trip, que parece um mix entre os 4 personagens principais da campanha principal. As fases dela são as mesmas dos outros personagens, o que faz com que a repetição de cenários acabe deixando o jogador entediado de tanto loop.

Temos dois modos extras disponíveis, que são o Modo Batalha e o Time Trial, que são modos que são nada chamativos e que não fazem muita falta para os jogadores.

Conclusão

Sonic Superstars consegue ter uma ótima ideia para a franquia, se houver algumas correções, como a câmera, aprimoramento do modo co op, ou até deixar de lado para focar em fases específicas para cada personagem, este novo modelo com o estilo de gameplay antigo pode trazer muitos frutos para a Sega futuramente e os fãs do Ouriço estarão bastante satisfeitos.

Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *