Review | Venba e a emocionante culinária indiana

GamesReviews

Esta análise foi realizada com código fornecido pela Visai Studios. Agradeço a confiança no trabalho.

Venba, falando de uma forma geral, conta a história de um casal indiano, que se mudou para o Canadá, tentando melhorar de vida e, quando acharam que já não tinham mais motivos para continuar ali, acabaram engravidando.

Numa primeira visão o jogo parece ser fofo e um pouco frustrante, tudo ao mesmo tempo, mas deixe-me te explicar o porquê. Conforme a história vai sendo contada, você vai conhecendo a família e entendendo melhor o que os levou até ali, o motivo de cada escolha e como a culinária faz parte da vida deles, essa então é a parte fofa. Ao conhecer a culinária, começamos a restaurar e reproduzir as receitas, que é onde entramos em ação, sendo essa a parte um pouco frustrante, já que o jogo não traz “tutoriais” claros e temos que ir descobrindo sozinhos e errando várias vezes como se faz as receitas.

Após as primeiras receitas, é bem fácil pegar o ritmo e a gente já se sente um expert em culinária indiana, mesmo que o restante das receitas continue sem tutorial. Depois de um tempo, entendi que esse é o intuito do jogo, te fazer descobrir tudo através de tentativa, erros e acertos.

Venba tem um visual bem colorido, com cores fortes e músicas marcantes que nos introduz bastante na cultura indiana. É um jogo bem curto, simples e fácil, pois consiste em basicamente reproduzir as receitas da Amma de Venba, porém, ao agregar a história a essas receitas temos um jogo repleto de cultura e ensinamentos.

Confesso que no final compreendi ainda mais o quão é importante não deixarmos tudo para o último momento, seja fazer o que gostamos, ou dizer algo a pessoa que amamos. Dito isso, Venba, não é um jogo que vem revolucionar, mas sim trazer uma mensagem muito importante, e apresentar uma cultura ao qual não estamos acostumados. Apesar de ser bem curto, não é apenas sobre culinária, é sobre erros, acertos, abdicações, comida, e acima de tudo sobre família.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *