Aposto que você, caro leitor, assim como eu, gostaria de ter aprendido a tocar algum instrumento musical, seja violão, guitarra, baixo ou até mesmo bateria. Bom, para aqueles que não conseguiram aprender, Drums Rock dá um pequeno gosto de como seria ter um pouco dessa sensação.

O jogo traz lembranças de como era jogar Guitar Hero lá no PlayStation 2, onde a gente ficava imaginando como seria ser um Rockstar.

Sem mais delongas, vamos começar a review.

Sinta-se como um astro do rock

O jogo contém 6 notas para serem acertadas, dividas nas seguintes cores:

Tambores: Laranja, Amarelo, vermelho e roxo

Pratos: Azul e Verde

A bateria que vem de início, você pode personalizar elas comprando skins na loja

O objetivo é bem simples, segue a fórmula de um jogo rítmico, que é acertar as notas de acordo a nota que vem. 

Conforme você vai acertando as notas, o multiplicador vai aumentando, o máximo que consegue chegar é em 4X, mas dá para dobrar o multiplicador. Como? Simplesmente fechando os olhos e tentando acertar as notas. Isso é possível graças ao Eye Tracking que possui no headset, que funciona muito bem, inclusive ele detecta se você fechou somente 1 olho, e fazendo isso o multiplicador não dobra, só vai funcionar somente se fechar ambos os olhos.

Outra forma de aumentar seus pontos é jogando a baqueta para cima e pegando ela em seguida, assim a próxima nota que você acertar terá uma pontuação a mais. Para saber se deu certo, quando você pegar a baqueta no ar, ela vai estar com alguns raios em volta dela, sinalizando que ela está carregada.

No começo é um pouco difícil se acostumar, pois podemos confundir as cores, o que foi mais comum comigo foi confundir os tambores dos cantos (laranja e roxo) com os pratos, foi o que tive mais dificuldade em me acostumar.

Comece jogando as músicas no Easy, e conforme você pegar as manhas, pode aumentar a dificuldade.

Outra coisa que você vai notar dificuldade é em segurar a baqueta, pois o jogo vem configurado de fábrica para que caso você solte o botão L1 ou R1, a baqueta cai da sua mão. Tive muita dificuldade com isso, mas tem como você alterar nas configurações o modo que você segura a baqueta. Os modos estão divididos da seguinte forma:

  • Hold: é o que vem padrão. Se soltar o L1 ou R1, solta a baqueta
  • Toogle: solta a baqueta se você pressionar L1 ou R1 1 vez
  • Sticky: solta a baqueta se você pressionar L1 ou R1 2 vezes

Uma das coisas que fiquei incomodado é como o jogo buga as vezes dependendo do movimento que você faz, parece que o rastreio dos movimentos do VR é perdido e ele demora para encontrar. Isso pode ser facilmente resolvido caso o seu ambiente esteja livre e bem iluminado.

Modo História

O jogo contém uma campanha bem simples, contendo 3 atos, você vai avançando juntando estrelas. Essas estrelas você consegue completando os desafios propostos em cada música como por exemplo: 

  • só de completar a música você recebe 1 estrela.
  • Alcançar determinada pontuação
  • Acertar um número de notas sem errar
  • Conseguir um número de hits ou mais Good ou Perfect
  • Finalizar com uma porcentagem ou mais de vida (Medidor que fica a direita com as cores vermelho, amarelo e verde)
  • Ter uma média de acertos das notas definido  ou mais
  • Fazer uma quantidade de Charged Hit (Jogar a baqueta no ar, pegar sem deixar cair e tocar 1 nota)
  • Não errar mais de um número de notas

Em algumas músicas poderão ter alguns desafios a mais, que deixam o gameplay um pouco diferente e mais desafiador. Alguns deles são:

  • Punching Gloves: as baquetas são trocadas por luvas de box
  • Smashing Drumstick: uma das notas é tocada somente batendo as duas baquetas
  • Blind: você perde uma parte da visão temporariamente
  • No Help: fica sem a linha para você identificar o ritmo correto para acertar a nota
  • One Drumstick Hero: limitado a tocar a música inteira somente com 1 baqueta
  • Be a Hero: se errar 1 nota você falha na música
Modo Punching Gloves em ação.

Ao alcançar 75 estrelas, será desbloqueada a última música do modo campanha, que é uma versão Heavy Metal de Bella Ciao, música que ficou muito famosa por estar na série La Casa de Papel da Netflix. Caso você tenha conseguido as 75 estrelas, pode jogar essa música direto sem precisar jogar as restantes, ao terminar ela, os créditos sobem.

Uma ótima trilha sonora

A trilha sonora é muito boa para quem curte Rock, o jogo contém algumas músicas licenciadas de bandas como Blind GuardianEvanescence, Joan JettAlestrom, entre outras. Mas o destaque fica para a trilha sonora original do jogo. São músicas muito boas e que combinam com o game. Fora que algumas músicas você pode notar a inspiração em outros clássicos como por exemplo Obey, que se parece muito com a música War Pigs do Black Sabbath, ou até mesmo Her Voice que lembra muito o estilo do Linkin Park.

Conteúdo adicional previsto para 2023

A empresa tem o costume de compartilhar os planos que eles tem para cada ano, este ano eles lançaram uma atualização gratuita, onde houve uma colaboração com o jogo Blasphemous, onde adicionaram 1 música da trilha sonora do game e algumas skins para baquetas, mãos e bateria.

Além disso, está previsto para chegar ainda este ano:

  • Dificuldade extreme
  • Mais 1 colaboração com outro game
  • 3 músicas licenciadas
Cronograma completo dos conteúdos que chegarão ainda em 2023.

Conclusão

Drums Rock entrega uma ótima experiência para os entusiastas de jogos rítmicos, se o jogo continuar recebendo conteúdos adicionais como vem recebendo, dificilmente você irá se enjoar dele. O jogo é divertido para juntar os amigos, enquanto Beat Saber não chega para o PS5, Drums Rock se tornou o meu jogo favorito no momento para o VR. Caso você tenha interesse antes de adquirir o game, na PS Store tem uma demonstração para baixar e testar, vale a pena dar uma conferida e dar uma chance para esta experiência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *